2017/07/20

Não, não hà turistas a mais!

Nunca hà turistas a mais numa cidade que se pretenda cosmopolita. O turismo é o internacionalismo dos tempos livres e que se saiba, do nosso lado da trincheira, queremos mais tempos livres e mais internacionalismo. 

É por isso que do texto do manifesto concordo especialmente com esta passagem:

«Mas até vou concordar consigo, não há turistas a mais, é verdade. Mas há autocarros a menos, metro a menos, limpeza a menos, planeamento a menos, sentido do real a menos. O Fernando tem um gabinete, sai do gabinete vai para os estofos do automóvel, e dos estofos do automóvel para o conforto da casa. Deve chatear-se por vezes com o trânsito, mas este seria menos com transportes a mais...

Enfim, Lisboa está um caos, convença-se disso.

Se quer, como todos queremos, que continuem os estrangeiros a adorar Portugal e Lisboa, pense que a primeira coisa a fazer é mesmo dar melhores condições para quem cá vive, viver melhor, mover-se melhor, desperdiçar menos energias a rogar pragas à enchente de turistas.»

E como vale a pena ler a opinião de quem sofre por Lisboa aqui fica a refer&ncia. Vá, vão lá ler ;-)

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário ficará disponível após verificação. Tentaremos ser breves.