2018/04/14

Peritos da OPAQ Chegavam Hoje à Síria para Investigar Ataque Químico

O Eixo do Mal, EUA-UK-França, lançou hoje um ataque com mais de 100 mísseis contra a Síria. Logo hoje, quando chegariam a Damasco os peritos da Organização para a Proibição de Armas Químicas.

A Síria acusa o Eixo do Mal de tentar apagar provas do fracassado embuste usado para tentar justificar mais uma invasão.

Tal como no Iraque há 15 anos, quando chegarem as provas de que, mais uma vez, o Eixo do Mal (EUA-UK-França) mentiu para justificar uma guerra, já os novos senhores da guerra, trumps, mayas e mardons, terão assassinado a sangue frio mais uns milhares de mulheres e crianças.

Desta vez são os novos senhores da guerra deste eixo do mal que se encontram a braços com graves problemas internos. Trump a ver investigada a alegada intervenção russa nas eleições, Theresa à-rasca-com-o-brexit May, tal como o próprio nome indica, atolada nos revezes de um brexit catastrófico e Mardon a enfrentar a maior contestação laboral das últimas décadas, encontraram aqui o fait-diver por excelência para reunir adeptos em torno do seu único ideal: a Guerra.

Independentemente do que o governo Sírio tenha ou não feito, e que iria hoje começar a ser investigado pelos peritos da OPAQ, os ataques com mísseis foram realizados sem a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, em violação da Carta das Nações Unidas e de normas e princípios do direito internacional e constituem um ato de agressão contra um Estado soberano. Isto são factos.

Algumas das notícias sobre mais este vil e traiçoeiro ataque de um Ocidente sedento de guerras:
A notícia da RT centra-se nos factos e alerta para prevista chegada hoje dos peritos da OPAQ.
A notícia do SAPO usa o press realease da  Novosti e as declarações do ministérios da defesa francês. Aqui informa que o governo russo vai pedir uma reunião de urgência do conselho de segurança da ONU.
O Público mantém uma cronologia atualizada em tempo real.
Diz o Carlos Narciso no facebroncas "A verdade é a primeira vítima da Guerra" e por uma vez estou de acordo com o que ele afirma.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário ficará disponível após verificação. Tentaremos ser breves.